[an error occurred while processing this directive]

Negócios

26/03/12 | 12:11 - Atualizado em: 26/03/12 | 12:11

Analistas veem melhora em resultado do Marfrig

Os resultados divulgados pela empresa de alimentos Marfrig mostram melhora no desempenho operacional e aumento no fluxo de caixa no último trimestre do ano passado.

Felipe Peroni redacao@brasileconomico.com.br
A geração de caixa do Marfrig foi positiva em R$ 704 milhões no trimestre

Essa é a visão do departamento de pesquisas do Bank of America Merrill Lynch.

"De maneira geral, a empresa beneficiou-se de uma demanda mais forte e um aumento da participação dos alimentos processados", afirmam, em relatório enviado aos clientes do banco, os analistas Alessandro Arnlant, Anne Milne e Roy Yackulic.

Nos últimos três meses de 2011, o Marfrig atingiu receita líquida recorde de R$ 5,79 bilhões, alta de 8,8% em relação ao mesmo período de 2010.

Segundo a empresa, efeitos como a desvalorização do real elevou as despesas financeiras, sem impacto no caixa. Por isso, a companhia registrou prejuízo líquido de R$ 138,6 milhões no quarto trimestre, ante lucro de R$ 161,1 milhões no mesmo período do ano anterior.

A geração de caixa atingiu R$ 704 milhões no trimestre, frente a um fluxo negativo de R$ 360 milhões no mesmo período do ano passado.

Mesmo com os bons resultados, os analistas vêem dificuldades para a empresa no primeiro trimestre.

A empresa deve enfrentar um mercado de exportações mais fraco, preços mais altos dos grãos e o alto endividamento da companhia.

Os analistas rebaixaram os títulos do Marfrig negociados no exterior, de "overweight" (compra) para "underweight" (venda), citando também a recente valorização desses papéis.

Nesta primeira etapa dos negócios, as ações do Marfrig (MRFG3) operavam no destaque de alta do Ibovespa, com ganho de 2,62%, cotadas a R$ 10,95.

[an error occurred while processing this directive]