Negócios

27/03/13 | 16:47 - Atualizado em: 27/03/13 | 16:47

Confiança dos pequenos e médios empresários aumenta no 1º tri

Resultado do índice do Santander e do Insper sinaliza que os empresários estão mais confiantes com o futuro da economia a economia.

Brasil Econômico redacao@brasileconomico.com.br
Vale destacar a confiança do comércio e da indústria, que subiram 4,3% (para 75,7 pontos) e 2,3% (a 75 pontos)

Os pequenos e médios empresários estão confiantes de que a economia vai melhorar no segundo trimestre de 2012. O Índice de Confiança do Empresário de Pequenos e Médios Negócios no Brasil (IC-PMN), medido pelo banco Santander e pelo instituto Insper, sinalizou que a confiança subiu 2,7% no primeiro trimestre deste ano, atingindo 75,2 pontos.

O resultado é ligeiramente superior ao verificado no segundo trimestre de 2012 (75 pontos).

"Esse resultado deve-se a melhora da economia que deve acontecer no próximo trimestre", disse José Luiz Rossi, professor do Insper.

De acordo com o levantamento, o acréscimo da confiança foi generalizado nas seis questões investigadas (economia, ramo de atividade, faturamento, lucro, empregados e investimento).

Mesmo com otimismo generalizado da atividade econômica, vale destacar a confiança do comércio e da indústria, que subiram 4,3% (para 75,7 pontos) e 2,3% (a 75 pontos), nesta ordem.

"O indicador de confiança está retornando aos melhores níveis históricos e indica crescimento da economia brasileira para o segundo trimestre", avalia Gilberto Abreu, diretor de Segmentos do Santander.

Entre as regiões, vale destacar o aumento de 3,5% no Sul e no Centro-Oeste. Esta última ultrapassou a região Norte e se tornou a região mais otimista em relação ao futuro da economia.

Para a realização da pesquisa foram entrevistados 1.319 empresários de todo o Brasil, entre os dias 4 e 8 de março.