[an error occurred while processing this directive]

Negócios

09/08/10 | 12:45 - Atualizado em: 09/08/10 | 12:45

Eletropaulo mantém orçamento e vê alta menor do consumo de energia

A Eletropaulo mantém a meta de investir R$ 700 milhões em 2010, após chuvas e problemas em contratos com empreiteiras terem atrasado os investimentos no primeiro semestre.

Brasil Econômico redacao@brasileconomico.com.br

A distribuidora de energia na região metropolitana de São Paulo, controlada pela americana AES, também informou que espera desaceleração no crescimento do consumo de energia na segunda metade do ano.

Em teleconferência nesta segunda-feira com analistas, o diretor financeiro e de relações com investidores da empresa, Rinaldo Pecchio, disse que no segundo trimestre já houve recuperação dos investimentos.

"Tivemos alguns problemas no início do ano por chuvas e contratação de empreiteiras... A empresa quer fazer essas contratações, e grande parte já foi feita."

"De fato temos esse atraso, mas já houve desaceleração e vamos investir o que falta neste valor", completou, referindo-se ao orçamento de R$ 700 milhões no ano.

No primeiro trimestre, a Eletropaulo investiu R$ 101,6 milhões. De abril a junho, foram outros R$ 131 milhões. Segundo a companhia, os investimentos no segundo trimestre foram destinados às áreas de manutenção, recuperação de perdas e expansão do sistema e serviços ao consumidor.

Assim, ainda faltam R$ 467,4 milhões do orçamento para execução até dezembro, o equivalente a dois terços do investimento total programado em 2010.

Consumo de energia

De acordo com a Eletropaulo, o crescimento do consumo de energia no mercado cativo foi de 4,7% no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano passado.

Nos três primeiros meses do ano, a companhia já havia registrado avanço de 5,2%. Entretanto, mesmo com a recuperação da economia, o que favoreceu a expansão, a base de comparação - o primeiro semestre de 2009 - era fraca.

"No segundo semestre de 2009, principalmente no último trimestre, houve recuperação forte, e a tendência é de que não haja um crescimento nas mesmas taxas. Deve haver redução, mas ainda mostrando um crescimento compatível com o PIB", previu Pecchio.

Questionado por analistas sobre a da revisão tarifária para as distribuidoras de energia em 2011, Pecchio afirmou que ela "deve refletir de fato o que é preciso para manter o programa de investimentos" das companhias do setor.

"A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) ainda não divulgou a regulamentação para o novo ciclo de revisões... É um assunto que sabemos que tem bastante interesse (do mercado), mas ainda não estamos em velocidade de cruzeiro", disse o diretor, evitando dar mais detalhes sobre o assunto.

No segundo trimestre de 2010, a Eletropaulo registrou lucro líquido de R$ 465,8 milhões, alta de 201% em relação ao mesmo período do ano passado, resultado de itens não-recorrentes e do aumento no consumo de energia.

© Thomson Reuters 2010. All rights reserved.

[an error occurred while processing this directive]