Negócios

14/08/13 | 10:13 - Atualizado em: 14/08/13 | 10:13

MTV é oferecida para Mundial

A MTV foi oferecida à Igreja Mundial do Poder de Deus, do apóstolo Valdemiro Santiago.

Gilberto Nascimento redacao@brasileconomico.com.br
A Igreja Mundial, de Valdemiro Santiago, tem reduzido seus investimentos em comunicação.

A informação foi confirmada pelo deputado Ricardo Arruda (PSC-PR), administrador de empresas e gestor financeiro, ligado ao grupo religioso.

A primeira oferta ocorreu há um ano e a igreja de Valdemiro, naquela oportunidade, considerou o alto o valor pedido pela Editora Abril: em torno de R$ 500 milhões. Agora, a igreja teria sido contatada novamente, por meio de um intermediário.

Detalhes das conversas não poderiam ser fornecidos, por causa de cláusulas de confidencialidade. Procurada, a MTV não se manifestou. A Igreja Mundial, no entanto, tem reduzido seus investimentos em comunicação. Recentemente, a igreja de Valdemiro diminuiu sua programação religiosa na TV.

Deixou de manter suas cinco horas diárias de programação na TV CNT e mais duas na Rede TV. Foram reduzidas ainda a programação em emissoras regionais espalhadas pelo País. Circularam informações de que a igreja devia mais de 20 milhões à CNT. Imediatamente, esse espaço passou a ser negociado com a Igreja Universal.

A Mundial manteve os programas na TV Bandeirantes (das 4h30 às 6h45); no Canal 21, que totaliza 23 horas diárias; e em emissoras como a TV CI, do Paraná. O deputado Arruda garantiu que a igreja fez apenas uma "reestruturação na grade". Segundo ele, "tínhamos muito mais espaço do que precisávamos e muitos fiéis recebem hoje a programação no Brasil inteiro pela parabólica". Para o deputado, a TV digital "vai mudar muito e é preciso investir em veículo de comunicação de maneira mais inteligente".

A igreja na política

Além de Arruda, a Mundial tem mais três deputados na Câmara: José Olímpio (PP-SP), Francisco Floriano (PR-RJ) e Lincoln Portela (PR-MG). No próximo ano, a igreja pretende lançar mais 20 candidatos a deputado federal e 20 a estadual.

Reforma saiu mais cara

Em um dos contratos da Siemens em São Paulo, a reforma de trens saiu mais cara do que a compra de novos, lembra o deputado licenciado Simão Pedro (PT). Segundo ele, este contrato não está sendo investigado.

Resgatando o Mercosul

O ex-ministro da Economia da Argentina, Roberto Lavagna, fará palestra hoje na Câmara de Comércio Argentino Brasileira. Pretende discutir propostas para resgatar a credibilidade do Mercosul.

Protesto contra a PEC

O movimento Radar Cidadão promete acompanhar a votação e fazer uma manifestação hoje, na Assembleia Legislativa de São Paulo, contra a PEC 01, de autoria do deputado Campos Machado (PTB), que limita o poder do Ministério Público para investigar governador, prefeitos, deputados, vereadores e secretários de Estado. Manifestantes pretendiam entregar um documento ontem à noite, na sede do Legislativo.

Rede faz enquete para escolher número

Enquanto aguarda a validação das assinaturas entregues nos cartórios eleitorais, a Rede Sustentabilidade segue seu projeto. O partido de Marina Silva realiza enquete sobre o número que a legenda deve utilizar. O preferido é o 99, que facilitaria a memorização. Também recebem votos com destaque os números 18 e 77.